08 setembro 2008

Arquitetura, moda e design!


Patachou 2009- desfile "Construções" - mistura da Arquitetura com a Moda -
alfaiataria com voumes, desdobramentos, golas removíveis ...




Marcelo Rosenbaum, apartamento Jardins, destaque para poltrona com tecido Pucci e manta Burberry

Não é de hoje o namoro entre Arquitetura, moda e design, ora coleções inspiradas em grandes arquitetos, ora estilistas criando mobiliário com estampas exclusivas ... As formas, estruturas, luz/sombra, cortes, contrastes estão sempre inspirando e sendo renovadas.





Destaque para o desfile de Nakao e Miyake - coleção 2004 - roupas de papel e a semelhança com o Ginásio Olímpico em Tóquio de Kenzo Tange (1968)


"A relação moda/arquitetura sempre existiu. No século passado, diversos movimentos estreitaram ainda mais a parceria entre esses dois mundos. Não é difícil relacionar as linhas de Paul Poiret (estilista francês dos anos 20) com as dos designers Ruhlmann (art déco) ou Leleu (século 18); de Coco Chanel com Le Corbusier e Bauhaus; de Joe Colombo (1930-1971; designer de móveis) com Courrèges (anos 60)", diz o arquiteto Arthur Casas, responsável por projetos fashion como a loja de Alexandre Herchcovitch e o hotel Emiliano (Jardins). Folha de São Paulo, 12/12/2003.



Fachada da loja de Alexandre Herchcovitch em Tóquio, onde a fachada se renova com as estampas do estilista.
Há sempre uma preocupação com a construção através dos mais variados materiais - a arquitetura é o abrigo, a proteção para o corpo - a moda é o abrigo imediato da pele. Quando observamos a geometria utilizada percebemos as semelhanças na solução estrutural da obra final.




Roupa de Miyake e Estádio de Riyardh






Balenciaga, considerado o grande arquiteto da moda, tinha esta preocupação com a construção e por sua perfeição é que o aproximava da arquitetura. Possuia um extremo conhecimento da confecção e por isso brincava com as proporções e cores através de linhas puras.
Já Oscar Niemeyer é uma grande fonte de inspiração da moda brasileira por suas linhas curvas e fluidas trazidas do corpo feminino.


Patachou - inverno 2003 - inspirado nas obras de Oscar Niemeyer.

Loeb conclui: "Balenciaga integra suas roupas ao corpo da mulher; Niemeyer se inspira nas curvas femininas para sua arquitetura. Os dois têm em comum um olhar para a vida e para o feminino. Resultam daí desenhos que bebem na mesma fonte: a mulher". Folha de São Paulo, 12/12/2003.

"Fazer arquitetura é colocar artes plásticas, cinema, culinária, moda, dança e teatro embaixo de um mesmo telhado", sintetiza o mais badalado arquiteto brasileiro do momento, Isay Weinfeld


Mademoiselle, de Starck, by Moschino

Essa influência mútua não é de hoje e vai continuar acontecendo, cada vez mais estilistas vão buscar na arquitetura inspiração com suas formas e cores para suas coleções assim como arquitetos e designers vão buscar na moda leveza e dinamismo para as construções.
Melissa criada pelos irmãos Campana - ZigZag V
Swan com tecido criado por Adriana Barra para Mi Casa

Nenhum comentário:

Você também pode gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...